quarta-feira, 8 de março de 2017

[Ciberpajé Recomenda] Mensageiros do Vento - Anunnaki (Ópera Rock - CD & longa de animação)


Ciberpajé com a obra Mensageiros do Vento - Anunnaki (Foto da I Sacerdotisa)

Certas obras artísticas têm a força de transformar nossa realidade cotidiana, elevar-nos a outros estados de consciência. Essas obras são raras e surgem como diamantes luminosos em meio ao lixo podre da produção dita "cultural" em um mundo hiperinformacional. Um mundo que desde a metade do Século XX passou a confundir arte com entretenimento, e elegeu como "artistas" hordas de idiotas imbecilizados e formatados por um sistema mercantilista, em uma espiral horripilante de idiotização progressiva de todos os segmentos do que se chamou de arte e/ou cultura pop, mesmerizando as massas com conteúdos imbecis e torpes, formatados, repetitivos, vazios, doentios. As artes acadêmicas, que poderiam trazer alguma resposta para esse cenário deplorável, sobrevivem em seus nichos universitários, com doutorezinhos prepotentes e contaminados por um conceitualismo estanque, criando obras pseudo-politizadas, que abominam a técnica e todos os aspectos transcendentes que demarcaram a essência da criação artística através das eras. 

Print de tela da animação

Essa introdução foi necessária para dizer que ANUNNAKI é uma genuína obra de arte, um diamante raro que sobrepoe-se a toda a imundície imbecil da cultura pop e também à imbecilidade conceitualista da arte acadêmica. O trabalho começa ousando ao resgatar o aspecto mítico e místico da arte - a arte como força transcendente -, ao escolher como tema a bela e simbólica história da colonização do planeta Terra pela espécie extraterrestre dos Anunnaki, os "deuses astronautas" do planeta Nibiru que criaram a espécie humana através de um projeto de hibridização genética cósmica. A saga é baseada na incrível obra controversa de Zecharia Sitchin, e de suas interpretações das tabuletas sumérias, Sitchin tem como tomo mais conhecido o seu livro O 12º Planeta - Livro I das Crônicas da Terra. 

Ciberpajé com a obra Mensageiros do Vento - Anunnaki

A vibrante banda Mensageiros do Vento, nesse trabalho conceitual, criou uma sofisticada ópera rock, um épico cósmico com a força das grandes sagas gregas e bíblicas. Não estamos falando apenas de um álbum musical conceitual, mas também de um incrível filme de animação, um longa-metragem com toda a rica ópera rock, um filme que deveria ser visto em todos os cinemas do país.  Esse trabalho homérico, bem cuidado em cada mínimo detalhe, tem como mentores duas grandes feras da arte brasileira, os geniais irmãos Fabrício Barreto e Fábio Shiva. Os dois são ex-integrantes da banda Imago Mortis e criadores de outra das obras mais importantes da música brasileira, o álbum conceitual “Vida – The Play of Change”. 

Print de tela da animação

Em Anunnaki, Fábrício e Shiva escreveram a história, compuseram as 28 faixas da ópera rock, e dirigiram o filme que é parte dela. Fabrício ficou inclusive responsável pelos desenhos da animação, um trabalho meticuloso, com imagens repletas de simbologia mítica e mágica, onde os recursos computacionais foram utilizados de forma adequada para a estruturação da animação. Um trabalho homérico de desenho e pesquisa visual, uma obra autoral sensacional. Fabrício é também o responsável pelas vozes e guitarras da ópera, seu trabalho vocal é de uma delicadeza e força marcante, as entonações e timbres relacionam-se perfeitamente com cada momento da narrativa, interpretando-a lindamente com sua impressionante voz. Já Fábio é o responsável pelo marcante contrabaixo em todas as faixas. Anunnaki está além dos rótulos musicais, obviamente a base é o rock, mas as faixas trafegam por territórios como o do reggae, do jazz, do blues, da música regional nordestina. Tudo isso feito de forma sutil e fluida, assim como o fluxo narrativo sonoro que segue a história indo da leveza e clima telúrico de faixas como a soberba "Paraíso Perdido", passando pela hard rocker "O Retorno de Anu" - com participação muito especial da lenda Carlos Lopes (Dorsal Atlântica) nas guitarras -, chegando ao peso e grandiloquência  de "A Era dos Gigantes". O pacote completo da obra envolve o DVD da animação, e um CD duplo em bela embalagem digipack, mas a animação foi disponibilizada na íntegra no youtube! A obra teve financiamento do Fundo de Cultura da Bahia. É  raro e excelente quando vemos essas leis de incentivo rendendo arte genuína, infelizmente em sua grande maioria tornaram-se espaço para cartéis e grupos praticarem corrupção e roubo, superfaturando valores, entre outras práticas comuns no setor público brasileiro. 

Print de tela da animação

Os "Mensageiros do Vento" criaram em Anunnaki uma das obras mais significativas e impressionantes do rock brasileiro, e também um dos mais autorais e significativos longa-metragens em animação da história dessa arte no Brasil. Uma emocionante, iconoclasta e anti-paradigmática obra que deve ser conhecida por todos aqueles que ainda acreditam na arte como forma transcendente no caminho da integalização do ser. O Ciberpajé recomenda!

Serviço:

O material de “ANUNNAKI – Mensageiros do Vento” já pode ser adquirido através do PAG SEGURO. Para comprar o DVD e o Digipack Duplo, basta acessar os links abaixo (FRETE INCLUÍDO): 
* DVD com o filme “ANUNNAKI – Mensageiros do Vento” – R$ 30
https://pag.ae/bbdVHH0
* Digipack Duplo com a trilha sonora e encarte com as letras – R$ 30
https://pag.ae/bbdVHKf
* Combo DVD + Digipack Duplo – R$ 55
https://pag.ae/bcd2Z2V