segunda-feira, 22 de maio de 2017

Ciberpajé ministra palestra na UFJF, em Juiz de Fora, nessa terça-feira

A convite do Programa de Pós-graduação em Ambiente Construído da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora, o Ciberpajé ministrará, nessa terça-feira, 23 de maio de 2017, às 18:00 horas, no auditório da Faculdade de Letras da UFJF a palestra: “Aurora Pós-humana: Processos Criativos de Universos Ficcionais Transmídia“.

Além da palestra o Ciberpajé Edgar Franco realizará outras atividades na UFJF. Também no dia 23 de maio, às 10:00 horas, participará de um Encontro de Pesquisa – onde fará um relato sobre as atividades do grupo de pesquisa que coordena na UFG, o "Criação e Ciberarte", a reunião acontecerá na sala 4152 da Faculdade de Engenharia (sala de aula do PROAC) da UFJF.

No dia 24 de maio, às 14:30 horas o Ciberpajé integrará a banca de defesa de mestrado de Carlos Eduardo da Rocha Santos, no PPG Ambiente Construído da UFJF, o título da dissertação é "As Histórias em Quadrinhos como Linguagem no Ensino do Projeto de Arquitetura e Urbanismo". A defesa aberta ao público acontecerá na sala 4152 da Faculdade de Engenharia (sala de aula do PROAC) da UFJF.




quarta-feira, 17 de maio de 2017

[Lançamento] Artlectos & Pós-humanos # 11: Experimentalismo e Quadrinhos como Arte

Capa da Artlectos & Pós-humanos #11, do Ciberpajé Edgar Franco

Com o apoio irrestrito da Editora Marca de Fantasia chegamos à edição de número 11, algo inimaginável quando iniciamos o projeto da revista com sua proposta experimental iconoclasta. A ideia de inventar incessantemente novas possibilidades criativas para narrativas quadrinísticas é a marca da Artlectos e tem pautado sua trajetória. O título recebeu o Troféu Bigorna de melhor publicação de fantasia e FC em 2009 e foi apontado pelo crítico e Dr. Edgar Smaniotto como uma das 10 melhores revistas de todos os tempos em sua opinião.

Esse volume 11 abre com a HQ “Falso Alfa”, que teve suas páginas criadas através da seleção livre de desenhos em um banco de imagens e depois o texto de cada uma delas foi inspirado em parágrafos aleatórios selecionados de 5 livros sorteados ao acaso em minha biblioteca pessoal, as sincronicidades experienciadas nessa escolha aparentemente aleatória foram incríveis e a narrativa ganhou grande coerência interna.

A segunda HQ, “Linha”, com apenas uma página, foi criada ao encontrar o desenho do centro da página que tinha sido feito à lápis em um caderno da época da graduação, em 1993, finalizei-o e o resto da arte e o texto vieram instantaneamente. “Desvelar” segue com meus processos criativos utilizando “sigilos mágicos” e abre com a arte do sigilo, apresentando seu desdobramento narrativo; já “A Serpente e o Monge Orgástico” é fruto de uma experiência de “Harmonização Quântica ao Som de Tigelas de Cristal de Quartzo”, ritual conduzido pelas terapeutas holísticas Adriane Almeida e Nívia Silva.

Na sequência temos a HQ “O” formada por 3 HQforismos que podem ser lidos em qualquer ordem. Seguimos com “Fótons do Desejo”, HQ de 2 páginas feita em um ritual de presença por mim e 3 convidados especiais: os quadrinhistas Gazy Andraus, Gian Danton e Matheus Moura. Fechamos a revista com 6 HQforismos, o primeiro deles em parceria com a IV Sacerdotisa Danielle Barros e os outros criações solo. A última capa apresenta um HQforismo colorido também criado como sigilo mágico.

Você pode adquirir seu exemplar da Artlectos & Pós-humanos #11 e de todos os números anteriores da revista diretamente no site da Editora Marca de Fantasia.

Veja o preview de algumas páginas dessa edição:


 HQforismo do Ciberpajé

 Página da HQ "A Serpente e o Monge Orgástico"

HQforismo do Ciberpajé e da IV Sacerdotisa


Página da HQ "Falso Alfa"

O editor Henrique Magalhães, visitando a Oca do Ciberpajé, em Goiânia. Eu seguro exemplares do fanzine Top!Top!#27 e da nova edição da premiada Maria Magazine.



Serviço:
Artlectos e Pós-humanos 11

ISSN 1984-6665 - Edgar Franco
Paraíba: Marca de Fantasia, 2017. 

32p. 14x20cm. R$10,00.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Obras do Ciberpajé integram exposição na Gibiteca de Curitiba, com curadoria de João Ferreira

Banner de divulgação da exposição Sentença do Desassossego, com imagens dos 6 artistas.


O Ciberpajé teve 14 obras suas, entre pinturas, ilustrações e desenhos, selecionadas pela curadoria da exposição "Sentença do Desassossego" para integra-la. A mostra reúne trabalho de 6 artistas e trata dos sentimentos dos criadores, mas também do público. “As minhas inquietações são expressadas no meu trabalho”, diz a artista Renata Lima . As suas obras reúnem ilustração e bordado, no papel vegetal, que segundo a artista é o material que mais se aproxima da pele, tanto pela textura como pela transparência . “A arte tem a função de comunicar. O artista pode dizer ao público: você não é o único que passa por isso. A arte tem a capacidade de dialogar, curar, ferir. O que a arte gera em mim, gera nas outras pessoas. Algumas vezes agrada outras não”, explica. 

O Ciberpajé destaca que "As imagens selecionadas para essa exposição foram criadas a partir de experiências visionárias com os chamados ENOC - estados não ordinários de consciência, gerados com o uso de enteógenos, Respiração Holotrópica, ou transes ritualísticos artísticos e de ordem mágicka. Elas integram o universo ficcional transmídia e sistema mágicko ocultista chamado de "Aurora Pós-humana".

A exposição, que teve sua abertura no dia 20 de abril de 2017,  pode ser vista até o dia 25 de julho de 2017, na Gibiteca de Curitiba, espaço administrado pela Fundação Cultural de Curitiba (FCC). O curador da mostra é o artista João Ferreira. Ele destaca que a exposição trata do processo criativo de cada um dos ilustradores. “Cada obra fala das inquietações do artista. É quando ele coloca para fora o seu sentimento. São os aforismos, sentenças curtas que tem essa narrativa, expressa através da linguagem. A escolhida aqui é a da ilustração”.
Folder de divulgação de atividades da Gibiteca de Curitiba, incluindo a exposição


Sentença do Desassossego, segundo João Ferreira, "é um espaço repleto de gritos, sussurros, longas conversas e breves conselhos, pois a exposição interage o tempo todo com o público, seja pela forma ou pelas cores". Participam da exposição os artistas Edgar Franco (Ciberpajé), João Ferreira, Marcelo Rosa Campos, Raphaela Corsi, Renata Lima e Vinicius Prates. 

Foto durante a abertura da Exposição Sentença do Desassossego, Gibiteca de Curitiba

 Foto durante a abertura da Exposição Sentença do Desassossego, Gibiteca de Curitiba

Foto durante a abertura da Exposição Sentença do Desassossego, Gibiteca de Curitiba

 Painel com obras do Ciberpajé na Exposição Sentença do Desassossego, Gibiteca de Curitiba

Painéis com obras do Ciberpajé na Exposição Sentença do Desassossego, Gibiteca de Curitiba 

 Painéis com obras do Ciberpajé na Exposição Sentença do Desassossego, Gibiteca de Curitiba

Painel com obras do Ciberpajé na Exposição Sentença do Desassossego, Gibiteca de Curitiba 

Painéis com obras do Ciberpajé na Exposição Sentença do Desassossego, Gibiteca de Curitiba

Ciberpajé participa de banca de mestrado do designer e animador Guilherme Araújo

O Ciberpajé integrou a banca de defesa de mestrado do aluno Guilherme Araújo Cardoso Teixeira, no Programa de Pós-graduação em Arte e Cultura Visual da UFG. Guilherme defendeu a dissertação: "Goiânia Déco em Animação: O Amor Entre Formas Geométricas e Curvas Ousadas". O Ciberpajé agradeçe o convite da orientadora Profa. Dra. Rosa Berardo (FAV/UFG) para integrar a banca, e a oportunidade de estar ao lado do admirável colega Prof. Dr. Daniel Christino (FIC/UFG) e parabeniza o novo mestre Guilherme Araújo. Na foto da pose acadêmica, de autoria de Iuri Araújo, da esquerda para a direita: O Ciberpajé, Rosa Berardo, Daniel Christino e o novo mestre Guilherme.



Notório roteirista e pesquisador Gian Danton defende doutorado sob orientação do Ciberpajé

O premiado roteirista de quadrinhos Gian Danton, também conhecido pois seus livros sobre roteiros de HQ que tornaram-se referência no Brasil, realizou sua defesa de doutorado no Programa de Pós-graduação em Arte e Cultura Visual da UFG - Universidade Federal de Goiás, no dia 9 de maio de 2017. Ele foi orientado pelo Ciberpajé Edgar Franco, professor permanente do programa, e defendeu a tese "A Fantástica História de Francisco Iwerten - Hiper-realidade e simulacro nos quadrinhos do Capitão Gralha". A tese foi indicada para publicação como livro por unanimidade pela banca.  A incrível banca formada para a defesa inclui outros 2 grandes nomes da criação e pesquisa de quadrinhos no país, os quadrinistas Henrique Magalhães e Gazy Andraus. 

Veja abaixo duas fotos realizadas logo após a defesa, incluindo a famosa "pose acadêmica" criada pelo Ciberpajé para desconstruir a sisudez das defesas. Nas fotos, da esquerda para a direita: Prof.Dr. Thiago F Santanna (Mestre do Karatê/FAV/UFG), Profa. Dra. Rosa Berardo (FAV/UFG), Ciberpajé (FAV/UFG), o novo doutor Gian Danton (UNIFAP), Prof. Dr. Henrique Magalhães (UFPB), e ao fundo no hang-out "o grande irmão" Prof. Dr. Gazy Andraus (UEMG).




segunda-feira, 8 de maio de 2017

Veja fotos de ensaio do POSTHUMAN TANTRA para performance hoje na Faculdade Araguaia

No domingo, 7 de maio de 2017, o Posthuman Tantra recebeu o convidado especial pUNk[A]l_sUlUk (Leo da Heresia) para um ensaio na Oca do Ciberpajé, em Goiânia. Heresia é convidado especial da performance na abertura da "VII Jornada de Iniciação Científica da Faculdade Araguaia", em Goiânia. O Posthuman Tantra é um dos projetos de pesquisa e criação artística que integram as investigações do Grupo de Pesquisa Criação & Ciberarte, coordenado por Edgar Franco na FAV - Faculdade de Artes Visuais da UFG.


O Posthuman Tantra tem como line-up o Ciberpajé (musicista, performer e diretor geral), I Sacerdotisa Rose Franco (musicista, performer, e auxiliar de palco), Luiz Fers (figurinista, performer, e auxiliar de palco), e Lucas Dal Berto (VJ), a banda performática tem se apresentado nas 5 regiões do país desde 2010, sendo a pioneira no Brasil a utilizar efeitos de realidade aumentada e uma das primeiras a ter o pós-humano e a tecnognose como tema.

pUNk[A]l_sUlUk foi convidado a participar de 2 atos da performance utilizando seu berimbau elétrico confeccionado por ele, o Ato I - Biotech Antenna, e o Ato V - Tema o Homem, Ame o Lobo. Na ocasião também ensaiamos a nova cena que fecha a performance e que será apresentada pela primeira vez na Faculdade Araguaia. A performance acontecerá hoje, 8 de maio, segunda-feira, às 18:30hs,  A Faculdade Araguaia fica na Av. T-10, n. 1047, Setor Bueno, Goiânia.

Confira algumas fotos do ensaio de ontem, da lente de Lucas Dal Berto:

pUNk[A]l_sUlUk & Ciberpajé

 I Sacerdotisa & CIberpajé 

 Ciberpajé & I Sacerdotisa

Ciberpajé & I Sacerdotisa 

 Ciberpajé & I Sacerdotisa

 pUNk[A]l_sUlUk, Luiz Fers & Ciberpajé

pUNk[A]l_sUlUk, Luiz Fers & Ciberpajé

Ciberpajé & I Sacerdotisa 

Lucas Dal Berto fotografado pelo Ciberpajé 

Ciberpajé

Divulgação da performance de hoje na Faculdade Araguaia

domingo, 7 de maio de 2017

"Ciberpajé - Concerto Pós-humano": Comentários de grandes artistas, musicistas e fãs sobre o EP em parceria com o [ANT]ISM

Dia 5 de maio aconteceu o lançamento do novo EP "Ciberpajé - Concerto Pós-humano: A Execração dos Ismos" lançado pela Lunare Music, em parceria com o iconoclasta projeto [ANT]ISM, de São Paulo, formado por Rodrigo Nunes, Rodrigo Fonseca e por Dimitri Brandi (banda PSYCHOTIC EYES). O [ANT]ISM já havia participado com uma faixa do CD "Ciberpajé- Egrégora" e dessa vez estabeleceu uma parceria maior para a criação do novo EP, a marca do projeto é unir estilos musicais diversos sem dogmatismos, misturando metal, industrial, noise e clássico. Nesta postagem compilamos alguns comentários do públlico sobre o EP na postagem do lançamento, confira:


Arte de capa do EP, por Ciberpajé Edgar Franco

Bruno Maia (musicista das bandas Tuatha de Danann, Braia & Kernunna):
"Sempre transgressor e provocante!!! Trilha muito boa!!! Parabéns a todos envolvidos!!!!"

Cláudio Dutra (quadrinista e ilustrador):
"Eu gostei muito dessas músicas e vou divulgá-las. Um estilo próximo ao progressivo, metal progressivo com instrumental e letras muito boa. Geralmente quando pinto, uso músicas para me deixar no clima como quem buscasse um estado alterado de consciência. E essas músicas são perfeitas para isso (...) É, de fato a gente não consegue ficar sem rotular as coisas mesmo para o lado do qual admiramos como o progressivo e o rock ou música experimental, no meu caso. Acho que esse tipo de música se assemelha muito ao quadrinho independente, pois tem uma característica muito forte que é a de quebrar as normas estabelecidas e com isso, criar. A própria arte da capa desse EP "Ciberpajé - Concerto Pós-humano", foge desses modelos triviais de arte que geralmente são feitas com essa finalidade. Sobre a capa: é uma Arte espetacular para o EP sensacional!".

Thales Matheus (musicista Chafun di Fornio, ex-Lycanthropy): 
"Parabens Edgar e a todos os envolvidos! Curti demais a mistura dos sons. Ficou do caralho! Eu quem agradeço de ter a oportunidade de escutar obras originais, que saem fora de todos os padrões e rótulos que essa sociedade doente impõe! Muito bom". 

Sânian Sânian (musicista da Bells of Soul): 
"Admirável trabalho! Parabéns, a todos do projeto!!! Saibas que me sinto lisonjeado em termos realizado os "Sinos Pós-humanos". Trabalhar com o Posthuman Tantra é um feito inesquecível para mim! Estamos juntos!!! Grande abraço!!!" 

Wesley Franco (Mentalista): 
"Também gostei muito! A "Execração dos Ismos" visa alertar a todos sobre um grande vitupério que ameaça consciência humana; o "dogma". A obra convida cada ser pensante a desengarrafar a sua essência, para que viva em função do seu próprio "Ser"."

Almy Araujo (literato): 
"O melhor trabalho do 'Ciber' que eu ouvi, até o momento. Parabéns!" 

Hudson Lima (biólogo e professor): 
"Caro amigo Edgar Franco, você acaba de me brindar(e a todos que este trabalho alcançar) com uma reflexão fortíssima a respeito do que tomamos por verdade absoluta e incontestável. Somos seres transitórios e finitos e a prepotência de criar algo perpétuo é que gera esses dogmas destrutivos e decadentes que nossa sociedade cultua. Um grande abraço e obrigado por compartilhar sua obra conosco."

Alan Flexa (Musicista): 
"Magnifico Dr Edgar! Sempre com obras de primeiríssima grandeza."


Alberto de Souza - Beralto (fanzineiro): 
"Prezado amigo Edgar, impressionantes e profundas como sempre as suas reflexões, que acompanho nos seus aforismos e ganhando este suporte musical adquirem ainda mais impacto e projeção. Compartilho sua visão de repúdio aos "ismos" e esta forma artística de tratar o tema é admirável, parabéns!"

Ordem de Tenebra (musicista Nyx's Eyes)
Ótimo trabalho, a cada novo EP uma novidade!

Fabio Shiva (escritor e musicista do Mensageiros do Vento, ex Imago Mortis):
Que maravilhosa usina de ideias, meu irmão! Brilhe vossa Luz!

Cássia Fernandes (escritora):
Mais uma criação do talentoso Ciberpajé.

Rodrigo Balan (mentor da empresa Metal Media):
Sensacional!

João Ferreira (ilustrador):
Acabo de ouvir o EP. e realmente fiquei surpreso com o quão ele pôde me tocar. Está 
realmente muito bom!


Clayton Policarpo (Artista multimídia e arquiteto):
Genial! Parabéns pelo trabalho, Edgar.

Ouça o EP "Ciberpajé - Concerto Pós-humano: A Execração dos Ismos" na íntegra em streaming e baixe a versão em .wav com capa e encarte completo nesse link da Lunare Music

Se você não conhece o projeto Ciberpajé, ouça e baixe os EPs realizados com musicistas das 5 regiões do país e lançados pela Lunare Music:




A Invocação da Serpente (parceria com Each Second/SP)


Lua Divinal (parceria com Gorium/MT)


Heresia Cósmica (parceria com Léo da Heresia/ Brasília)


O Estratagema da Aranha (parceria com Quando os Céus e os Oceanos Colidem/SP-PR)


Verdades Voláteis (parceria com Sérgio Ferraz/PE)


Cura Cósmica (Músicas de Posthuman Tantra & vozes do Granciberpajé Dimas Franco/MG)

Entranhas do Sol (parceria com Alan Flexa/AC)


Sinos Pós-humanos (parceria com  Bells of Soul/SP)


Hackeremixagem do EP "Ciberpajé - Heresia Cósmica" pelo projeto inglês Mentufacturer.


Você pode também adquirir o CD "Ciberpajé - Egrégora", encartado na revista "Gatos & Alfaces # 6". Ele reuniu 21 bandas de 5 países musicando os aforismos do Ciberpajé. No CD temos desde o blues, passando pelo rock progressivo, pelo heavy metal e chegando a estilos como o dark ambient, o industrial e o noise. Uma viagem sonora pautada pela iconoclastia dos aforismos de Franco. As 21 bandas presentes no CD foram: Posthuman Tantra & Luiz Carlos Barata Cichetto (Brasil); Muqueta Na Oreia (Brasil); Zemlya (Brasil); Blues Riders (Brasil); TransZendenZ (Suíça); Alpha III Project (Brasil); Poolsar (Brasil); Each Second (Brasil), Gorium (Brasil); Blakr (Inglaterra); Gabriel Fox (Brasil); Hidden in Plain Sight (Brasil); God Pussy (Brasil); Nix's Eyes (Brasil); Emme Ya (Colômbia); Vento Motivo (Brasil); Iamí (Brasil); ANT[ISM] (Brasil); Melek-tha (França); Kamboja (Brasil); Dimitri Brandi de Abreu (Brasil). Adquira o CD + revista (R$15,00 + despesas postais) enviando e-mail para:oidicius@gmail.com

Conheça a página recém criada para divulgação do Projeto Ciberpajé no Facebook

[Performance] POSTHUMAN TANTRA fará abertura de VII Jornada Científica da Faculdade Araguaia

O POSTHUMAN TANTRA foi convidado a realizar performance na abertura da "VII Jornada de Iniciação Científica da Faculdade Araguaia", em Goiânia. Essa sétima edição do evento tem como tema "Sociedade Líquida - Mídia e Espetáculo", e acontecerá entre os dias 8 e 11 de maio de 2017, das 18:30 às 22h. A arte utilizida no cartaz promocional do evento é um desenho criado pelo Ciberpajé para homenagear o pensador Zigmunt Bauman. 

A abertura acontecerá no dia 8 de maio, segunda-feira, às 18:30, com a performance "Sex Bot Mantra" do Posthuman Tantra que contará com participação especial do pUNk[A]l_sUlUk. Em seus 4 dias de atividades a jornada também inclui mostra fotográfica e de paisagens sonoras produzidas pelos alunos dos cursos de jornalismo e publicidade e propaganda, apresentações de trabalhos, oficinas e sessão de cineclube no encerramento com o filme "The wall" do Pink Floyd. A Faculdade Araguaia fica na Av. T-10, n. 1047, Setor Bueno, Goiânia.


sábado, 6 de maio de 2017

[Exposição] Ciberpajé participa de Exposição Internacional de Quadrinhos em Leopoldina/MG



"A Exposição Internacional de quadrinhos e cartuns: arte, leitura e educação" é uma iniciativa da Escola Municipal Judith Lintz Guedes Machado, em comemoração aos 10 anos da Gibiteca Escolar Helena Fonseca. A mostra conta com obras cedidas por vários autores, nacionais e estrangeiros. Destes autores alguns criaram artes exclusivas para saudar o prazer da leitura dos quadrinhos. A exposição tem como objetivo levar à comunidade leopoldinense não apenas a arte dos quadrinhos mas, também, as mais variadas formas pelas quais eles podem contribuir para a nossa formação tanto escolar quando cidadã. 

A arte criada exclusivamente pelo Ciberpajé para a exposição


A curadoria da exposição é da pesquisadora Natania Nogueira, que reuniu quadrinhistas de 6 países: Argentina, Brasil, Portugal, Suécia, França e Estados Unidos. O Ciberpajé participa com uma obra criada especialmente para a exposição, que conta com o suporte da Secretaria Municipal de Educação de Leopoldinas e da ASPAS - Associação Nacional dos Pesquisadores em Arte Sequencial e integra inclusive a programação do Encontro da ASPAS que acontecerá em Leopoldina de 25 a 27 de maio de 2017.

A abertura da exposição acontecerá no dia 10 de maio de 2017, às 20:00 horas, no  Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira em Leopoldina, MG.

Folder com minibiografia de todos os artistas com obras na exposição.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

[Lançamento] Novo EP "Ciberpajé - Concerto Pós-humano: A Execração dos Ismos" sela parceria com [ANT]ISM, de São Paulo

Arte de capa do EP, por Ciberpajé Edgar Franco

"Ciberpajé - Concerto Pós-humano: A Execração dos Ismos" é o novo EP do Projeto Ciberpajé lançado pela Lunare Music, dessa vez selando parceria com o iconoclasta projeto [ANT]ISM, de São Paulo, formado por Rodrigo Nunes, Rodrigo Fonseca e por Dimitri Brandi, esse último um dos mentores da lendária banda PSYCHOTIC EYES, que se notabilizou mais ainda recentemente por ter realizado o primeiro concerto acústico de death metal do mundo. O [ANT]ISM já havia participado com uma faixa do CD "Ciberpajé- Egrégora" e dessa vez estabeleceu uma parceria maior para a criação do novo EP, a marca do projeto é unir estilos musicais diversos sem dogmatismos, misturando metal, industrial, noise e clássico. O conceito que engendrou a obra foi a união de 3 aforismos do Ciberpajé que execram todos os dogmas e "ismos", uma das premissas básicas da filosofia do [ANT]ISM e do ideário do Ciberpajé. A concepção musical foi de Dimitri Brandi que imaginou a obra como um concerto pós-humano em 3 movimentos. Brandi comenta sobre a experiência de criação do EP:

"Admiro a obra e a arte do Ciberpajé Edgar Franco há muitos anos, desde quando ele editava o zine Krepuskulum, que resenhou a primeira demo do Psychotic Eyes. Fui acompanhando sua evolução e os vários momentos em que enveredou por todas as formas de expressão artística, sempre provocante e desafiador. Ler seus aforismos permite expandir os limites de nossa razão, ao nos confrontarmos com dogmas inúteis, venenosos e prejudiciais. O [Ant]ism já havia participado do CD "Egrégora" em que várias bandas musicavam aforismos do Ciberpajé, e foi um lançamento excepcional. Quando ele nos convidou para sequenciar o projeto e gravarmos um EP inteiro, vi como os trabalhos se complementariam, pois a ideia do [Ant]ism é também expandir limites e derrubar dogmas, desta vez os do metal extremo, usando recursos de outros estilos musicais, principalmente música clássica, eletrônica e industrial. Os textos me lembravam um concerto, então compus algo nesse formato, em três movimentos pós-humanos e extremos. O Rodrigo Nunes completou o arranjo, gravamos guitarras e ele fez a mixagem e masterização finais, e Rodrigo Fonseca finalizou gravando vocais para a segunda faixa. O resultado ficou fantástico e nos orgulha muito!"

Ouça o EP "Ciberpajé - Concerto Pós-humano: A Execração dos Ismos" na íntegra em streaming e baixe a versão em .wav com capa e encarte completo nesse link da Lunare Music.

 Encarte do EP - Créditos

Encarte do EP - Aforismo I: Primeiro Movimento - Allegro [Re]sentimento Melancólico

Encarte do EP - Aforismo II: Segundo Movimento - Vivante Dogma Magestoso, e Aforismo III: Terceiro Movimento - Adagio das Cinzas Renascido

Se você não conhece o projeto Ciberpajé, ouça e baixe os EPs realizados com musicistas das 5 regiões do país e lançados pela Lunare Music:


A Invocação da Serpente (parceria com Each Second/SP)


Lua Divinal (parceria com Gorium/MT)


Heresia Cósmica (parceria com Léo da Heresia/ Brasília)


O Estratagema da Aranha (parceria com Quando os Céus e os Oceanos Colidem/SP-PR)


Verdades Voláteis (parceria com Sérgio Ferraz/PE)


Cura Cósmica (Músicas de Posthuman Tantra & vozes do Granciberpajé Dimas Franco/MG)

Entranhas do Sol (parceria com Alan Flexa/AC)


Sinos Pós-humanos (parceria com  Bells of Soul/SP)


Hackeremixagem do EP "Ciberpajé - Heresia Cósmica" pelo projeto inglês Mentufacturer.


Você pode também adquirir o CD "Ciberpajé - Egrégora", encartado na revista "Gatos & Alfaces # 6". Ele reuniu 21 bandas de 5 países musicando os aforismos do Ciberpajé. No CD temos desde o blues, passando pelo rock progressivo, pelo heavy metal e chegando a estilos como o dark ambient, o industrial e o noise. Uma viagem sonora pautada pela iconoclastia dos aforismos de Franco. As 21 bandas presentes no CD foram: Posthuman Tantra & Luiz Carlos Barata Cichetto (Brasil); Muqueta Na Oreia (Brasil); Zemlya (Brasil); Blues Riders (Brasil); TransZendenZ (Suíça); Alpha III Project (Brasil); Poolsar (Brasil); Each Second (Brasil), Gorium (Brasil); Blakr (Inglaterra); Gabriel Fox (Brasil); Hidden in Plain Sight (Brasil); God Pussy (Brasil); Nix's Eyes (Brasil); Emme Ya (Colômbia); Vento Motivo (Brasil); Iamí (Brasil); ANT[ISM] (Brasil); Melek-tha (França); Kamboja (Brasil); Dimitri Brandi de Abreu (Brasil). Adquira o CD + revista (R$15,00 + despesas postais) enviando e-mail para:oidicius@gmail.com